Vietname

Hanoi     *     Halong Bay     *     Hué e Lang Co     *     Danang     *     Hoi An e Cham Island

Vietname é um país do Sudeste Asiático situado na Península Indochina com uma longa costa banhada pelo Mar da China Meridional. O Vietname tem uma superfície de 331.698 km2 e tem fronteiras a norte com a China, a oeste com Laos e a sudoeste com o Cambodja. O país tem uma população de 94 milhões de habitantes sendo Hanói a sua capital com 7 milhões e Ho Chi Minh City a maior cidade com 8 milhões. Além destas duas grandes metrópoles, as maiores cidades médias são Haiphong, Danang, Can Tho e Bien Hoa. 

O Vietname tem uma demografia muito homogénea sendo os Viet (ou Kinh) o seu maior grupo étnico com 86% e outros grupos têm pouco mais de 1%, como os Thais. A língua oficial é o vietnamita. Até ao século XIII o vietnamita usava caracteres chineses tendo nessa altura introduzido os seus próprios caracteres. Mas só no século XVII adoptou o alfabeto latino por influência dos jesuítas e outros missionários católicos, tendo-o adaptado com vários tipos de acentuação. Com a ocupação francesa o francês tornou-se na principal língua estrangeira e ainda hoje é falada por pessoas com melhor educação. Em relação à religião, o Vietname aparenta ser largamente budista, mas a maior parte praticam crenças populares como a adoração a entidades divinas. 12% dos vietnamitas são budistas e 8% católicos.

A geografia do Vietname é muito constante com uma faixa litoral plana e um sistema montanhoso no interior. O clima é sobretudo tropical com as monções a afectar o norte do território. Os rios Mekong e Vermelho são muito importantes para a economia e as populações e proporcionam grandes bacias hidrográficas e deltas para a produção de arroz. O Rio Mekong é um dos maiores rios do mundo e passa por todos os países da Indochinha terminando com um enorme delta na região de Ho Chi Minh. O Rio Vermelho passa por Hanói e termina no Golfo de Tonquim.

O Vietname foi dominado pela China Imperial até ao século X, desde então sucessivas dinastias de reis governaram o país, com algumas variações no território, até à ocupação pela França no século XIX. Os reis continuaram no trono mas como fantoches dos franceses. Esta situação durou até à 2ª Guerra Mundial com a ocupação japonesa, o regresso dos franceses posteriormente e a libertação por Ho Chi Minh. Após a Guerra com os americanos o país ficou unificado e tornou-se numa República Socialista de partido único em 1975, até os dias de hoje. 

Apesar desta situação, o partido comunista iniciou em 1986 um conjunto de reformas políticas e económicas tendo promovido uma abertura ao mundo. Desde 2000 o Vietname tem sido uma das economias com maior crescimento no mundo. Um reflexo disso é também o crescimento do turismo.

 

História

A Dinastia Hong Bang dos Reis Hung é considerado o primeiro estado Vietnamita que durou até 257 AC. O último Rei Hung foi derrotado por Thuc Phan que consolidou as tribos Lac Viet e Au Viet. Em 207 AC um general chinês tomou esse território e incorporou-o no território chinês de Nanyue. O Vietname de então (actual norte do Vietname) foi dominado pela China nos mil anos seguintes.

Em 938 DC o nobre Ngo Quyen derrotou os chineses no Rio Bach Dang e deu ao Vietname independência total depois de mil anos de domínio chinês. O país passou a chamar-se Dai Viet (Grande Viet) e conseguiu repelir três invasões mongóis até ao século XIV. Entretanto o budismo tornou-se na religião do estado.

Entre os séculos XI e XVIII o Vietname expandiu-se para sul conquistando território ao Reino Champa e ao Império Khmer. A maior actividade bélica neste aspecto ocorreu no século XVII quando o território ficou dividido ao meio numa guerra civil entre os reis Trinh no norte e os Nguyen no sul com a paz a chegar em 1670. Esta divisão do país terminou quando os irmãos Tay Son estabeleceram uma nova dinastia mas rapidamente foram derrotados pelos Nguyen, liderados por Nguyen Anh e ajudados pelos franceses, que estabeleceu a Dinastia Nguyen em 1802 baseada em Hué.

A partir de 1859 o Vietname foi perdendo gradualmente a sua independência com o início da ocupação francesa até 1885. Em 1862 a França tinha conquistado o terço sul do Vietname chamando à colónia Cochinchina. Em 1884 a França tinha ocupado todo o território chamando Tonkin ao norte e Annam ao centro. Os 3 territórios foram unidos como Indochina Francesa em 1887. Com o colonialismo francês, os costumes e a religião foram influenciados pelos ocidentais, por exemplo, com a difusão do catolicismo. Os reis vietnamitas foram fantoches dos franceses e, apesar de algumas rebeliões, os franceses conseguiram aguentar a colónia até à 2ª Guerra Mundial. Os japoneses invadiram a Indochina Francesa em 1940.

Durante a guerra em 1941 emergiu um movimento de libertação do Vietname chamado Viet Minh e liderado por Ho Chi Minh. Quando a guerra terminou o Viet Minh ocupou Hanói em 1945 e proclamou a independência no norte. No mesmo ano, o governo provisório de França deu ordem para restaurar a ocupação da Indochina Francesa. Em 1946 começou a primeira guerra da Indochina. Em 1954 os franceses foram derrotados e a Indochina foi dividida em 3 países pelos Acordos de Genebra: Vietname, Cambodja e Laos. O Vietname ficou dividido em Norte e Sul administrativamente até às eleições agendadas para 1956. No entanto, num referendo fraudulento em 1955 o líder do sul proclamou o Sul do Vietname como a República do Vietname e no norte Ho Chi Minh estabeleceu a República Democrática do Vietname com um regime comunista. Neste período de transição milhões de vietnamitas católicos fugiram para o sul perseguidos pelos comunistas.

As reformas comunistas no norte relativas à terra acabaram por levar a milhares de execuções. No sul os comunistas eram perseguidos e incarcerados. Num clima de crescente instabilidade política, o norte fez acordos militares com a União Soviética e a China enquanto que no sul as fracas lideranças levaram a um aumento da influência dos comunistas. Os Estados Unidos começaram a apoiar militarmente o regime político do sul contra a insurgência comunista. Em 1965 começaram a participar em acções militares no terreno. Esta participação na guerra viu uma escalada que no seu auge teve 500 mil soldados americanos a combater no Vietname. Numa guerra que não conseguiam ganhar e com a pressão da opinião pública americana, os EUA retiraram todas as tropas em 1973. O Vietname do Norte lançou uma ofensiva massiva e tomou Saigão em 1975. Em 1976 foi criada a República Socialista do Vietname unindo os territórios do norte e do sul num só.

No rescaldo da guerra, os lideres do norte prenderam 300 mil vietnamitas do sul em campos de reeducação com trabalhos forçados. As teorias marxistas começaram cada vez mais a ser concretizadas como a colectivização de quintas e fábricas. O efeito foi o disparo da inflação. Em 1978 o Vietname invadiu o Cambodja para retirar do poder o Khmer Rouge e instalar um governo sob seu controlo até 1989. Em 1986 os lideres do Partido Comunista foram renovados e iniciaram reformas que modernizaram a economia classificando-a como uma “economia de mercado orientada pelo socialismo”. Desde então o país desenvolveu-se bastante e a economia é das que mais cresce no mundo.

Comentários

O seu endereço de email não será publicado.