Mundo do Fred

Vida aquática na Flórida

Em Agosto de 2019 visitámos a costa leste dos Estados Unidos. Começámos por Nova Iorque, voámos para Miami onde desfrutámos da praia em Miami Beach, visitámos o Parque Nacional de Everglades e fizemos snorkeling no recife de coral da Florida, o terceiro maior do mundo, mais especificamente no John Pennekamp marine park em Key Largo. Seguimos para Fort Lauderdale onde embarcámos num cruzeiro de 5 dias que passou por Key West e pelas Bahamas, incluindo a capital Nassau. O cruzeiro estava programado para ficar 2 dias em Havana depois de Key West, mas entretanto, devido ao apoio de Cuba a Nicolas Maduro na Venezuela, o presidente Trump proibiu todos os cruzeiros de portos americanos a Cuba. A companhia de cruzeiros propôs-nos uma alteração de itinerário para as Bahamas em troca de um generoso desconto e aceitámos.

Brevemente incluirei uma nova página para esta viagem.

New York

eua_ny01
Vista de Top of the Rock
eua_ny02
Bryant Park
eua_ny03
Downtown vista do Hudson River
eua_ny04
Little Italy
eua_ny05
SoHo

Itinerário na Florida

mapa2

Miami

eua_miami01
Miami Beach
eua_miami02
Miami Beach
eua_miami03
Miami Beach
eua_miami04
Miami Downtown
eua_miami05
Key Biscayne

Everglades e Key Largo

eua_everglades01
Parque Nacional Everglades
eua_johnpennekamp01
John Pennekamp Marine Park

Cruzeiro

eua_majesty01
Majesty of the Seas

Key West

eua_keywest01
Key West
eua_keywest02
Key West

Cococay, Bahamas

eua_cococay01
Cococay

Nassau, Bahamas

eua_nassau01
Nassau
eua_nassau02
Nassau
eua_nassau03
Nassau

Halong Bay – o reino do dragão

Halong Bay ou Vinh Ha Long em vietnamita, é certamente uma das mais bonitas baías do mundo. Fica situada no norte do Vietname no Golfo de Tonquim numa área de 1553 km2. É composta por cerca de 1960 ilhotas ou formações calcárias que fazem lembrar o partes do dorso de um dragão meio submergido, aliás Ha-Long significa o “dragão descendente”. A baía foi dividida administrativamente em 3 baías por motivos de política regional. Halong Bay ficou o nome da parte central da baía a sul de Halong City, Bai Tu Long Bay é a área a nordeste e Lan Ha a parte que fica a leste da ilha de Cat Ba.

Diz a lenda local que, na época da fundação do Vietname, os deuses enviaram uma família de dragões para proteger o país dos deus invasores. Os dragões cuspiram jóias que se transformaram em ilhotas e rochas que formaram uma parede defensora na qual as frotas inimigas embateram. Quando terminou a guerra a mãe-dragão escolheu a baía de Halong para viver na Terra e os seus filhos a baía de Bai Tu Long (filhos do dragão). Lan Ha significa ainda orquídea que existe em abundância na região.

Halong Bay é um local classificado como património da humanidade pela UNESCO e atrai muitos turistas que exploram a baía em barcos de cruzeiro que ali passam 1 ou 2 noites. O crescimento desta actividade tem também trazido poluição aos mares calmos de Halong. Mas há ainda diversos locais onde se pode desfrutar desta maravilha em comunhão com a natureza e em absoluta tranquilidade.

> Ver mais sobre Halong Bay…

Causeway Coast – Mistérios da natureza na Irlanda do Norte

A Calçada do Gigante, ou como é conhecida em inglês “Giant’s Causeway”, dá o nome de Causeway Coast à costa nordeste da ilha da Irlanda, situada na Irlanda do Norte, território que é parte do Reino Unido.

A Causeway Coast é a denominação dada àquela secção da costa da Irlanda do Norte que atrai muitos turistas, em primeiro lugar para visitar a formação geológica Giant’s Causeway, mas também com outros bons motivos de interesse na região como a destilaria do famoso whisky Bushmills, ou as pacatas cidades costeiras de Portrush e Portstewart com praias de magnífica beleza.

Giant’s Causeway é uma formação geológica na costa norte da Irlanda do Norte constituída por 40.000 colunas de basalto com formas poligonais muitas vezes perfeitas e colocadas lado a lado assemelhando-se a uma calçada para gigantes. Tem uma beleza rara junto ao mar e é estrondoso o facto da sua existência ser natural e justificada pela geologia, mas mantém um mistério secular derivado da aparente artificialidade que dificilmente faria imaginar que não há ali mão humana. Por tudo isto atrai milhares de turistas e é classificado como Património Mundial.

> Ver mais sobre a Irlanda do Norte