Mundo do Fred

Descobrir quatro das 17 mil ilhas da Indonésia

Com um gosto cada vez maior e admiração pelos povos do extremo oriente, uma das próximas viagens mais lógicas vai passar pela Indonésia cujo povo já tive um contacto numa outra circunstância.

A viagem terá cerca de 3 semanas e deverá incluir a região de Yogyakarta na ilha de Java, a óbvia ilha de Bali e a vizinha Lombok, com a possibilidade de dar um pulo às vizinhas ilhas de Gili de barco. A ilha das Flores, com uma passagem por Komodo, também é muito recomendada para uma primeira viagem limitada no tempo, num país imenso com cerca de 17.000 ilhas.

Espero em breve desenvolver mais profundamente este maravilhoso destino…

Eis o itinerário que imaginei.

mapa_indonesia

Java

indonesia01
Templo de Borobodur
indonesia02
Templos de Prambanan
indonesia03
Monte Bromo

Bali

indonesia04
Nusa Dua
indonesia05
Ubud
indonesia06
Ubud
indonesia07
Nusa Penida

Lombok

indonesia08
Kuta

Gili Air

indonesia09
Gili Air

Vida aquática na Flórida

Em Agosto de 2019 visitámos a costa leste dos Estados Unidos. Começámos por Nova Iorque, voámos para Miami onde desfrutámos da praia em Miami Beach, visitámos o Parque Nacional de Everglades e fizemos snorkeling no recife de coral da Florida, o terceiro maior do mundo, mais especificamente no John Pennekamp marine park em Key Largo. Seguimos para Fort Lauderdale onde embarcámos num cruzeiro de 5 dias que passou por Key West e pelas Bahamas, incluindo a capital Nassau. O cruzeiro estava programado para ficar 2 dias em Havana depois de Key West, mas entretanto, devido ao apoio de Cuba a Nicolas Maduro na Venezuela, o presidente Trump proibiu todos os cruzeiros de portos americanos a Cuba. A companhia de cruzeiros propôs-nos uma alteração de itinerário para as Bahamas em troca de um generoso desconto e aceitámos.

Brevemente incluirei uma nova página para esta viagem.

New York

eua_ny01
Vista de Top of the Rock
eua_ny02
Bryant Park
eua_ny03
Downtown vista do Hudson River
eua_ny04
Little Italy
eua_ny05
SoHo

Itinerário na Florida

mapa2

Miami

eua_miami01
Miami Beach
eua_miami02
Miami Beach
eua_miami03
Miami Beach
eua_miami04
Miami Downtown
eua_miami05
Key Biscayne

Everglades e Key Largo

eua_everglades01
Parque Nacional Everglades
eua_johnpennekamp01
John Pennekamp Marine Park

Cruzeiro

eua_majesty01
Majesty of the Seas

Key West

eua_keywest01
Key West
eua_keywest02
Key West

Cococay, Bahamas

eua_cococay01
Cococay

Nassau, Bahamas

eua_nassau01
Nassau
eua_nassau02
Nassau
eua_nassau03
Nassau

Costa Leste da Austrália

A Austrália faz parte de um conjunto de destinos que pretendo visitar em breve. Talvez por ser um continente e estar nos antípodas, mas também por todos os lugares fantásticos que aquele território tem para oferecer. Estar no hemisfério sul com um clima oposto ao de Portugal cria alguma dificuldade, sobretudo para quem tem que viajar no Verão europeu devido a férias escolares. Não é muito agradável sair do calor do Verão em férias para um destino frio. Por outro lado, sendo a Austrália um continente também tem uma grande variedade de climas o que também permite dirigir um pouco as escolhas do itinerário. É impossível conhecer o país todo numa única viagem, ainda assim pretendo viajar pela Austrália durante 4 semanas e escolhi um percurso apenas pela Costa Leste. Gostaria de conhecer Melbourne, Adelaide ou Uluru. Gostaria de explorar a Costa Oeste desde Perth a Darwin. Mas uma “roadtrip” de Sydney a Cairns são 2600 km (por exemplo, em comparação com os 2000 km da costa oeste dos Estados Unidos de San Diego a Seattle) e tendo a intenção de a fazer em 4 semanas, não há como desviar as atenções para as outras regiões.

mapa_australia

Alguns lugares em destaque…

Gold Coast
Brisbane
Noosa
Frasier Island
Whitehaven Beach
Hinchinbrook Island
Mission Beach
Cairns
Daintree Rainforest
Cape Tribulation

Halong Bay – o reino do dragão

Halong Bay ou Vinh Ha Long em vietnamita, é certamente uma das mais bonitas baías do mundo. Fica situada no norte do Vietname no Golfo de Tonquim numa área de 1553 km2. É composta por cerca de 1960 ilhotas ou formações calcárias que fazem lembrar o partes do dorso de um dragão meio submergido, aliás Ha-Long significa o “dragão descendente”. A baía foi dividida administrativamente em 3 baías por motivos de política regional. Halong Bay ficou o nome da parte central da baía a sul de Halong City, Bai Tu Long Bay é a área a nordeste e Lan Ha a parte que fica a leste da ilha de Cat Ba.

Diz a lenda local que, na época da fundação do Vietname, os deuses enviaram uma família de dragões para proteger o país dos deus invasores. Os dragões cuspiram jóias que se transformaram em ilhotas e rochas que formaram uma parede defensora na qual as frotas inimigas embateram. Quando terminou a guerra a mãe-dragão escolheu a baía de Halong para viver na Terra e os seus filhos a baía de Bai Tu Long (filhos do dragão). Lan Ha significa ainda orquídea que existe em abundância na região.

Halong Bay é um local classificado como património da humanidade pela UNESCO e atrai muitos turistas que exploram a baía em barcos de cruzeiro que ali passam 1 ou 2 noites. O crescimento desta actividade tem também trazido poluição aos mares calmos de Halong. Mas há ainda diversos locais onde se pode desfrutar desta maravilha em comunhão com a natureza e em absoluta tranquilidade.

> Ver mais sobre Halong Bay…

O meu templo favorito em Angkor é… by Bernardo

Pelo que ele me disse era o Ta Phrom, mais conhecido pelo Tomb Raider, onde este filme protagonizado pela Angelina Jolie foi filmado.

Esta escolha é comum entre muitos visitantes tendo em conta a impressionante intrusão da selva nas pedras do templo. Muitas vezes as imponentes raízes das enormes árvores seculares parecem mãos sagradas a segurar naquelas pedras e a mantê-las de pé.

Conto ter em breve a perspectiva do Bernardo sobre este templo, ou mais além, escrita pela sua mão…

As faces do Buda no templo Bayon em Angkor

O Templo Bayon está inserido no centro na antiga capital Khmer de Angkor Thom no Cambodja. Foi construído como o templo budista do estado no final do século XII pelo Rei Jayavarman VII.

A principal característica do templo é dispersão de inúmeras faces de Buda de grandes dimensões com um aspecto sereno e feliz representando a paz interior que o budismo proporciona.

É também referido por muitos historiadores que a face dos inúmeros Budas se assemelha à face do próprio Rei Jayavarman VII. 

Este templo é considerado o esplendor da arquitectura de Angkor e é também o meu templo favorito em todo o complexo.

> Ver mais sobre Angkor

Causeway Coast – Mistérios da natureza na Irlanda do Norte

A Calçada do Gigante, ou como é conhecida em inglês “Giant’s Causeway”, dá o nome de Causeway Coast à costa nordeste da ilha da Irlanda, situada na Irlanda do Norte, território que é parte do Reino Unido.

A Causeway Coast é a denominação dada àquela secção da costa da Irlanda do Norte que atrai muitos turistas, em primeiro lugar para visitar a formação geológica Giant’s Causeway, mas também com outros bons motivos de interesse na região como a destilaria do famoso whisky Bushmills, ou as pacatas cidades costeiras de Portrush e Portstewart com praias de magnífica beleza.

Giant’s Causeway é uma formação geológica na costa norte da Irlanda do Norte constituída por 40.000 colunas de basalto com formas poligonais muitas vezes perfeitas e colocadas lado a lado assemelhando-se a uma calçada para gigantes. Tem uma beleza rara junto ao mar e é estrondoso o facto da sua existência ser natural e justificada pela geologia, mas mantém um mistério secular derivado da aparente artificialidade que dificilmente faria imaginar que não há ali mão humana. Por tudo isto atrai milhares de turistas e é classificado como Património Mundial.

> Ver mais sobre a Irlanda do Norte